Prefeitura apresenta ações para redução da violência em Maceió

(Crédito: Arquivo/Voz-AL)
(Crédito: Arquivo/Voz-AL)

Assessoria

A Prefeitura de Maceió é parceira do Programa Brasil Mais Seguro, do Governo Federal, e apresentou à Câmara de Monitoramento do Programa as ações que são realizadas diariamente nas diversas pastas municipais que possam contribuir com o enfrentamento à violência em Maceió.

O presidente da Câmara, juiz Maurílio Ferraz, apresentou os trabalhos do Programa e da Câmara para gestores municipais e propôs o fortalecimento da rede de enfrentamento à violência. “Nossa proposta é envolver o Município para combater a violência. Nosso foco é a prevenção, para que o Programa consiga aliar repressão a ações preventivas, de políticas sociais sustentáveis. A reunião foi muito positiva, pois senti aqui a vontade de todos do Município em contribuir com a redução da violência”, destacou o magistrado.

A secretária Municipal de Assistência Social, Celiany Rocha, destacou os trabalhos realizados pela pasta nos equipamentos sociais, em especial o trabalho voltado à população de rua e de fortalecimento do vínculo familiar com crianças e adolescentes, e se colocou à disposição para contribuir com a redução dos índices de criminalidade. “Nós temos trabalhos relevantes para diminuição das vulnerabilidades sociais e estamos à disposição para contribuir com o enfrentamento, também pudemos estreitar os contatos e contar com o apoio dos agentes do Programa para fortalecer desenvolver nosso trabalho”, enfatizou a secretária.
semas-combate a violência-brasil mais seguro (6)

Entre os trabalhos citados pelos gestores está a Plataforma de Centros Urbanos (PCU), que é uma contribuição do Unicef na busca de um modelo de desenvolvimento inclusivo das grandes cidades para reduzir desigualdades que afetam a vida de suas crianças e adolescentes, garantindo a cada um deles maior e melhor acesso à educação de qualidade, saúde, proteção e oportunidades de participação. Além deste, foram pontuadas ações de limpeza da cidade, os mais de 58 mil atendimentos de iluminação através do Disque Luz, a implantação da matrícula escolar online e outros.

“É uma determinação do prefeito Rui Palmeira que as secretarias contribuam com esta rede de enfrentamento. A Prefeitura de Maceió, através das secretarias e superintendências, está à disposição para contribuir e atender demandas que ajudem o Programa”, destacou a titular da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Cidadania (Semsc), Mônica Suruagy.

Participaram da reunião gestores e representantes das Secretarias Municipais de Assistência Social; Segurança Comunitária; Habitação Popular e Saneamento (SMHPS); Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes); de Governo (SMG); Saúde (SMS); Educação (Semed); Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac); das Superintendências de Limpeza Urbana (Slum), Controle do Convívio Urbano (SMCCU), Transporte e Trânsito (SMTT) e Iluminação Pública (Sima); além de representantes do Poder Judiciário e da Secretaria de Estado da Defesa Social e Ressocialização.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]