Programa ID jovem amplia benefícios

A Identidade Jovem (Id Jovem), documento que garante acesso a benefícios como meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, assim como passagens em sistema de transporte coletivo interestadual, foi lançada oficialmente no Pará nesta quarta-feira, 21, às 17h, no Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. Caio Ribeiro, 16 anos (foto), é aluno do polo Pro Paz nos Bairros há cinco anos e já teve acesso ao benefício. 

FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / AG. PARÁ
DATA: 21.06.2017
BELÉM - PARÁ
A Identidade Jovem (Id Jovem), documento que garante acesso a benefícios como meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, assim como passagens em sistema de transporte coletivo interestadual, foi lançada oficialmente no Pará nesta quarta-feira, 21, às 17h, no Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. Caio Ribeiro, 16 anos (foto), é aluno do polo Pro Paz nos Bairros há cinco anos e já teve acesso ao benefício. FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 21.06.2017 BELÉM - PARÁ

NOTA

O programa ID jovem, que garante o acesso de jovens de baixa renda a mobilidade, cultura e território, terá seus benefícios ampliados. Pessoas e entre 15 a 29 anos terão acesso à 2 passagens interestaduais gratuitas e 2 com 50% de desconto em ônibus convencionais e executivos, 2 passagens gratuitas de avião e 2 com 50% de desconto em avião, fazer inscrições gratuitas em concursos de órgãos públicos federais entre outras vantagens. Para saber mais sobre o programa ID jovem acesse o site.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]