ROTINA: Tiroteio deixa mais um baleado e morto no Complexo do Alemão

IMG_1050

Segundo informações de moradores tiros foram ouvidos em diversas comunidades do Alemão durante toda a tarde de terça feira (28)

A rotina diária de tiroteios pelas as 13 comunidades do Alemão continua a assustar os moradores, comerciantes e os poucos visitantes que o Conjunto de Favelas recebe. Pelo o Whatsaap do Jornal Voz da Comunidade moradores relatavam as 16h da tarde de Terça Feira (28) uma intensa troca de tiros na localidade conhecida como “Areal” comunidade da Grota, parte interna do Alemão. “Meu Deus muito tiro minha filha está na rua e agora…” relatava uma moradora desesperada pela o aplicativo onde preferiu não ser identificada. Os confrontos no conjunto de favelas do alemão são praticamente diários pegando moradores, estudantes e comerciantes de surpresa.

Somente esse ano 35 moradores do Alemão foram atingidos por tiros sendo destes 19 apenas feridos e 16 mortos. 

No tiroteio de hoje um homem foi baleado e morto no Alemão. Ainda pelo o aplicativo os moradores compartilhavam o ocorrido. “Foi na minha rua que teve os tiros..” contava outra moradora “A policia passou aqui pelo meu beco com o corpo do rapaz em um lençol. Meu Deus que horror..” relatava através de um áudio outro morador. Todo esse relato era sobre Wellington Marcelino da Costa, 20 anos de idade, atingido por um tiro e levado já sem vida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão. Familiares e amigos do jovem morto foram até a unidade mas preferiram não dar entrevistas.

Em nota a assessoria de comunicação das Upps informou que agentes das unidades foram recebidos a tiros na localidade conhecida como Areal e no confronto um homem teria sido baleado e socorrido pelos os agentes até a Upa do Alemão. Ainda nessa ação dois jovens foram presos e levados para a 22dp da Penha.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]