Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Saiba como garantir a tarifa social do metrô; passagem custará R$ 5 para cadastrados

A partir do dia 12 de abril, o preço da passagem vai passar de R$ 6,50 para R$ 6,90 para quem não tem a tarifa social
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O cadastro para garantir a tarifa social de R$ 5 do metrô começou na última quarta-feira (15). Passageiros que ganham até cinco salários mínimos podem se inscrever para conseguir o benefício. A partir do dia 12 de abril, o preço da passagem vai passar de R$ 6,50 para R$ 6,90 para quem não tem a tarifa social.

Para ter acesso ao benefício da Tarifa Social é preciso ter entre 5 e 64 anos, renda de até R$ 7.507,49 e um cartão Riocard cadastrado no Bilhete Único Interestadual. O cartão precisa estar vinculado ao próprio CPF do usuário.

O cadastramento pode ser feito através do site riocardmais.com.br, em qualquer loja física da Riocard ou através dos postos de reforço montados em 10 estações do MetrôRIo.

Confira as estações

O serviço de habilitação de cartões Riocard para o Bilhete Único Intermunicipal, correções cadastrais e demais serviços associados ao processo podem ser feitos nas seguintes estações:

  • Carioca
  • Maracanã

Horário de funcionamento: 07h às 19h.

Já o serviço de habilitação para clientes que não possuem o Bilhete Único Intermunicipal podem ser feitos nas seguintes estações:

  • Siqueira Campos
  • Jardim Oceânico
  • Coelho Neto
  • Irajá
  • Pavuna
  • Saens Peña
  • São Conrado
  • Botafogo

Horário de funcionamento: 10 às 19h.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]