Show de humor beneficente “Os craques do humor contra o crack” arrecada mais de uma tonelada de alimentos em Teresina

pUqZXe5n “Os craques do humor contra o Crack” é um projeto idealizado pelo humorista Jackstênio Rodrigues. Ele, como um ex-usuário de droga, pensou em como ajudar mais pessoas a sair e até mesmo não entrar na dependência química. O evento realizado na noite desta terça-feira, 28 de julho, no Teatro 4 de Setembro, foi a segunda edição do projeto. Em 2014 foi realizado no Teatro João Paulo II, no bairro Dirceu, e arrecadou mais de uma tonelada de alimentos. Nesta edição, os números foram maiores e a arrecadação passou de mais de uma tonelada e meia de alimentos não perecíveis. “Os craques do humor contra o Crack” em 2015 foi realizado pelo Instituto Nonato Santos e teve o Apoio do Instituto Monsenhor Chaves e Secretária de Cultura do Piauí.wYi0p2QD

SOBRE O SHOW

13 humoristas do Piauí se apresentaram nesse show beneficente, dentre eles o atual campeão do campeonato brasileiro de stand-up comedy (Risadaria), Xavier Neto, o veterano e não menos importante Dirceu Andrade, o próprio idealizador Jackstênio, além dos humoristas consagrados na internet; Whindersson Nunes e Bryan Fritz. Também tiveram destaque os integrantes do grupo ‘Tah de Zuera‘; Gee Sousa, João José e Leon Denizar. Bruno Lima, Taynan Wallisson, Kalew Félix, Dennys Alef, Jimmy Charles e Vinícius Karcam completaram esse grande time de humoristas que levaram alegria para o público que saiu de casa em plena uma terça-feira, algo incomum em Teresina, mas por uma boa causa.

FALTA UM APOIO MAIS CONTUNDENTE

Nesta edição, o governo do estado foi representado pelo apoio da Secretária da Cultura. Como bem sabemos, “apoio” não é o máximo que um estado pode oferecer pra um evento de tamanha importância. Ainda há uma extrema negativa na população piauiense quando o assunto é teatro, e sem apoio real fica tudo mais difícil. Não é o primeiro show beneficente que estes humoristas realizaram. Eu, Bob Nunes, participei de outros, e em um que foram arrecadados leites para crianças desnutridas de Betânia do Piauí, não houve se quer uma resposta por parte dos governantes. O evento foi um sucesso, mas foi independente. Tudo sai por conta dos que organizam, causando um desconforto e até frustração ao tentar desempenhar um papel cidadão mas com limitação de recurso. Esperamos que com o reconhecimento da mídia local a esses humoristas e criadores de conteúdo pra internet, sirva pra, daqui em diante, gerar melhores oportunidades para o crescimento da cultura no estado, pois material humano tem, MUITO, porém faltam nos enxergar, respeitar, ajudar.FOO0fN-M

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]