Solicitações de estruturas para pontos de ônibus na Grota são ignoradas pela prefeitura

IMG-20190426-WA0040

Mesmo após 5 anos de pedidos a prefeitura, nenhuma estrutura foi colocadano local

Mesmo sendo um dos locais com maior circulação de pessoas do Complexo do Alemão, o ponto de ônibus da Grota permanece sem estrutura adequada. Sai estação chuvosa e entra o calor intenso, mas os usuários dos transportes públicos precisam aguardar sem abrigo. Apesar da queixa ser antiga, ainda não foi atendida pela prefeitura.

Desde 2015, foi requerido pela Associação de Moradores da Grota um abrigo, mas até hoje essa solicitação não foi atendida pela prefeitura. A Secretaria Municipal de Transportes afirma que está avaliando tecnicamente a viabilidade da implantação, mas que não há lei que confirme a obrigatoriedade de abrigos nos pontos da cidade. Contudo, os pontos de ônibus mais próximos da comunidade, como na rua Euclides Faria, tem abrigos.

O ponto mais movimentado do Alemão continua sem abrigo. Foto: Emelly Roberta/Voz das Comunidades

Sob sol e chuva os passageiros aguardam as conduções

As Crianças e os idosos são os que mais sofrem, principalmente nas horas mais quentes do dia. “Se tivesse um banco, uma cobertura para não se molhar na chuva, ou queimar no sol seria melhor. Com criança fica mais difícil ainda.” comenta a moradora Gabriela, que todos os dias espera o ônibus no ponto para levar a filha na escola.

Celio, morador do Complexo pega ônibus todo dia no ponto da Grota para ir ao trabalho e se esconde do sol nos estabelecimentos em frente ao ponto. “Aqui a prefeitura passa longe, não tem nenhum ponto decente no Itararé.”

Em Setembro de 2018, foram colocadas coberturas improvisadas nos pontos de ambos os lados da Estrada do Itararé na altura da Grota, contudo não foi uma obra da prefeitura. Além disso, esta cobertura não supre a necessidade dos passageiros, pois não tem assentos e não proteje das condições climáticas. 

O Voz das Comunidades entrou em contato com o 1746, a Central de Atendimento da Prefeitura e requeriu, mais uma vez um abrigo para o ponto da Grota, entretanto ainda não recebeu retorno. Qualquer morador pode entrar em contato com a prefeitura, é só ligar 1746 e se direcionar para o ramal Conservação, depois disso pedir a implantação de um abrigo.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]