Superlotada, Casa de Custódia de Maceió deixa de receber presos de outras delegacias

(Crédito: Ascom-PC/AL)
(Crédito: Ascom-PC/AL)
(Crédito: Ascom-PC/AL)
(Crédito: Ascom-PC/AL)

Da Redação
Voz das Comunidades Alagoas 

A Casa de Custódia de Maceió amanheceu na manhã desta segunda-feira (29), mais uma vez com o número de presos acima da capacidade máxima permitida e comportada pela unidade prisional. A capacidade é para 30 presos, mais atualmente a Casa de Custódia comporta 84 detentos.

Segundo o gerente da Unidade Prisional, André Ribeiro, no último domingo (28), a unidade recebeu presos vindos da Central de Flagrantes e da Delegacia de Homicídios, com isso, reforçando o aumento de presos e fazendo com que a unidade não receba mais presos durante a manhã desta segunda-feira.

Ainda segundo André Ribeiro, o delegado-geral Alberto Carlos Reis já foi informado sobre o problema, e a Polícia Civil aguarda um posicionamento do Juiz da 16ª Vara de Execuções Penais para que novas transferências sejam feitas da Casa de Custódia para a porta de entrada do Sistema Prisional, que é o ‘Cadeião’, que também já está a cima da capacidade.

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]