Toque de recolher marcou nesta ultima terça-feira (1) o complexo do Nordeste de Amaralina

DIA DE VIOLENCIA E PROTESTOS NO NORDESTE DE AMARALINA

Os protestos tiveram inicio após um tiroteio que aconteceu hoje por volta do meio dia e deixaram três crianças e uma mulher ferida, onde todos foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Infelizmente, a mulher de 39 anos de nome Lilian, que foi ferida no braço e na barriga, não resistiu e veio a óbito. O menino de 5 anos, está lúcido e passará por cirurgia. As meninas de 6 e 8 anos que foram atingidas no braço e na perna, respectivamente, já tiverem alta.

No inicio da tarde, o que se via era o comercio fechado na Av. Vale das Pedrinhas e bombeiros trabalhando para por fim ao fogo em um ônibus incendiado.

IMG_6751 (1)Segundo o motorista do ônibus – em entrevista à emissora de TV -, ele estava entrando no bairro, quando um carro passou e um dos ocupantes pediu que ele não entrasse, pois, estava acontecendo um toque de recolher. Ele teria estacionado o ônibus, os passageiros saíram e depois o veículo foi incendiado. Mas, ele disse que não viu por quem. Dois outros ônibus, também foram incendiados e os motoristas deixaram de entrar no bairro. Até o fim desta edição, os mesmos continuavam sem trafegar Vale das Pedrinhas e na Santa Cruz. Com a parada dos ônibus, os moradores de ambos os bairros, tiveram que seguir a pé para as suas residências.

A Secretaria de Segurança Publica, por meio de seu secretario, informou que está apurando de onde saíram os tiros que atingiram as crianças e mataram a mulher.

O NORDESTeuSOU transmite suas condolências aos familiares das vítimas e empenha sua plena solidariedade ao povo do complexo do Nordeste de Amaralina, e reitera seu firme repúdio a qualquer forma de violência, qualquer que seja sua motivação.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]