UFRJ vai apoiar iniciativas sociais pelo programa Favela e Universidade; saiba mais

As projetos podem se inscrever até o dia 28 de fevereiro
Foto: Divulgação Labic UFRJ
Foto: Divulgação Labic UFRJ

O programa ‘Favela e Universidade 2022’ abriu inscrições para apoio de projetos atuantes em favelas ou territórios periféricos no estado do Rio de Janeiro. As iniciativas podem se inscrever até o dia 28 de fevereiro para participar da ação organizada pela Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com o Parque Teconológico da instituição, Laboratório de Inovação Cidadã (Labic), Faperj e CNPQ.

A universidade vai oferecer 140 mil reais a 40 entidades e coletivos que farão parte do Laboratório de Inovação Cidadã (Labic). Dos 40 projetos, 20 receberão o valor de 5 mil reais e o restante contará com o apoio de 2 mil reais. A edição Territórios 2022 também vai fornecer mentorias que ajudarão no desenvolvimento e consolidação dos projetos selecionados.

Coletivo Frente Cavalcanti foi um dos projetos apoiados pelo Laboratório de Inovação Cidadã da UFRJ, na edição Territórios, que aconteceu no ano passado.
Foto: Divulgação/Frente Cavalcanti

A iniciativa será voltada a trabalhos envolvidos com os seguintes temas: enfrentamento à Covid-19, mídia e diversidade, tecnologias, redes, dados e plataformas, ações culturais, formação livre, economia e cidadania. Os encontros acontecerão entre os dias 1 de abril a 24 de junho, todas às sextas-feiras de forma prioritariamente online, mas também com reuniões presenciais e híbridos.

Os Laboratórios de Inovação Cidadã fazem parte do projeto de extensão da UFRJ e visam aproximar a sociedade e universidade. Nesses espaços, as comunidades envolvidas participam da criação e experimentação de soluções para problemas da sociedade em conjunto com a universidade.

Para efetuar inscrições, os candidatos podem acessar o formulário https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeC8tORtAlwJUuQAO5Ay1FHo7C3CHt6EbrX25OX7OgZbhvDgw/viewform.

Em caso de dúvidas, devem encaminhar e-mail para [email protected]

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]