A Última Resenha, Plantio no Parque da Maré e Hip-hop Contra Fome: um final de ano naquele pique

DESTAQUE

Esse vai ser um final de semana realmente agitado pelas periferias do Rio de Janeiro. 2018 já está se aproximando do seu fim, mas não falta pique para quem gosta de festa. E o melhor: tudo muito acessível, para gostos variados, e até próximo de casa (dependendo, é claro, de onde fica a sua).

Já que estamos falando sobre fim, e se você recebesse a notícia de que um meteoro está prestes a atingir a Terra? Essa  pergunta é respondida na peça de teatro ‘A Última Resenha’, onde os moradores de uma favela são surpreendidos ao ficar sabendo sobre o fim certeiro que os espera e decidem fazer tudo o que sempre quiseram, porém nunca tiveram coragem.

“[O espetáculo] surge da necessidade de pôr em cena a denúncia da violência praticada cotidianamente contra essas pessoas e de desnaturalizar isso” disse Veríssimo Júnior, diretor do grupo Teatro da Laje (que é responsável pela realização da peça), ao Manual do Rolé. ‘A Última Resenha’ estará na Arena Carioca Dicró (R. Flora Lôbo, nº 184 – Penha Circular), nesta sexta-feira (7), a partir das 19h. Os ingressos estão à R$ 5,00 a inteira e R$ 2,50 a meia.

Meio ambiente é coisa de rico? Pela maneira geral como o assunto é tratado, sim, parece ser. Mas, na realidade, os impactos dos descuidos com o meio ambiente podem impactar todas as pessoas, inclusive os moradores de favelas, e é isso o que o evento ‘Plantio no Parque da Maré’ quer mostrar.

No domingo (8), alunos do curso de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pretendem cultivar novas árvores, fazer um mutirão de limpeza e conversar sobre a história do local – também conhecido como “a mata”. O encontro acontece no Parque Ecológico da Maré (Via B Nove – Vila dos Pinheiros), a partir das 10h.

Dezembro é um mês que simboliza a fartura para muitos e a necessidade para muitos mais. Foi pensando nisso que o Movimento Desabafo Urbano (MODU) iniciou, em 2017, o ‘Hip-hop Contra Fome’, para ajudar os moradores da Vila Kennedy. “Na primeira edição, em 2017, foram arrecadados 500 kg que foram doados para instituições locais e alguns moradores” contou Anderson da Vila, presidente do MODU.

O evento é uma edição especial das já tradicionais rodas culturais da VK, que terá, neste ano, a presença de onze MCs – entre eles o Menor do Chapa – e seis DJs, além de B-boys e grafiteiros. O ‘Hip-hop Contra Fome’ acontece na próxima segunda-feira (9), a partir das 17h, na Vila Olímpica Jornalista Ary de Carvalho (R. Paulino do Sacramento, s/n – Bangu) e, para a entrada, é pedido 1 kg de alimento não perecível.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]