Crivella restringe reabertura do comércio mas libera camelôs nas ruas

A maior parte do comércio formal no Rio de Janeiro está fechado há 75 dias por conta da pandemia do Covid-19, mas o prefeito Marcelo Crivella decidiu liberar a volta

A maior parte do comércio formal no Rio de Janeiro está fechado há 75 dias por conta da pandemia do Covid-19, mas o prefeito Marcelo Crivella decidiu liberar a volta das atividades dos camelôs legalizados já nesta primeira fase de reabertura do município. Ao todo, a cidade tem cerca de 14 mil camelôs licenciados nas ruas, em camelódromos e também na orla. Entre os vendedores, estão desde comerciantes de roupas e acessórios de celulares a aqueles que vendem churrasco na rua, por exemplo.