Equipes das Naves do Conhecimento vão entrar em aviso prévio

A pasta responsável pelas Naves do Conhecimento ficou com R$ 8 milhões a menos para gastar, mas o valor já é suficiente para inviabilizar a retomada dos equipamentos após a

A pasta responsável pelas Naves do Conhecimento ficou com R$ 8 milhões a menos para gastar, mas o valor já é suficiente para inviabilizar a retomada dos equipamentos após a pandemia. O valor empenhado na secretaria só garante o funcionamento até o mês de setembro. Ou seja, se nada for feito, os funcionários serão demitidos em agosto. Além das Naves do Conhecimento de Irajá, Penha, Vila Aliança, Santa Cruz, Madureira e Padre Miguel, também estão sob risco os Centros Municipais de Referência da Pessoa com Deficiência de Irajá, Santa Cruz, Centro e Campo Grande.
As naves do Engenhão, Alemão e de Triagem já estão fechadas por falta de recursos.

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]