Equipes das Naves do Conhecimento vão entrar em aviso prévio

A pasta responsável pelas Naves do Conhecimento ficou com R$ 8 milhões a menos para gastar, mas o valor já é suficiente para inviabilizar a retomada dos equipamentos após a

A pasta responsável pelas Naves do Conhecimento ficou com R$ 8 milhões a menos para gastar, mas o valor já é suficiente para inviabilizar a retomada dos equipamentos após a pandemia. O valor empenhado na secretaria só garante o funcionamento até o mês de setembro. Ou seja, se nada for feito, os funcionários serão demitidos em agosto. Além das Naves do Conhecimento de Irajá, Penha, Vila Aliança, Santa Cruz, Madureira e Padre Miguel, também estão sob risco os Centros Municipais de Referência da Pessoa com Deficiência de Irajá, Santa Cruz, Centro e Campo Grande.
As naves do Engenhão, Alemão e de Triagem já estão fechadas por falta de recursos.