Justiça do Rio mantém a proibição de cultos presenciais na cidade

Embora o início da primeira fase de flexibilização da quarentena se inicie amanhã, a 2º Instância da Justiça do Rio de Janeiro mantém, nesta segunda (1), a decisão que proíbe

Embora o início da primeira fase de flexibilização da quarentena se inicie amanhã, a 2º Instância da Justiça do Rio de Janeiro mantém, nesta segunda (1), a decisão que proíbe o funcionamento de templos religiosos e a celebração de cultos.