live do Café Preto em Casa com o tema: “Covid-19 e Segurança Pública- Desafios e Perspectivas de Negritudes Faveladas”

A Casa Preta da Maré é um projeto da Redes da Maré que propõe a produção de conhecimento e de narrativas pretas, a partir dos olhares, produções e perspectivas de

A Casa Preta da Maré é um projeto da Redes da Maré que propõe a produção de conhecimento e de narrativas pretas, a partir dos olhares, produções e perspectivas de intelectuais negros e de favelas.
O Café preto, teve a atividade iniciada em 2019, e agora ocorrerá em casa durante a pandemia de COVID-19.
A segunda convidada do “Café Preto em Casa” é Fernanda Viana, que discutirá políticas de segurança pública analisando o contexto da Maré sob um olhar racializado.

Fernanda Viana é mãe solo de três crias. Nascida, criada e domiciliada na Nova Holanda no Complexo da Maré. Pesquisadora e assistente social na Redes de Desenvolvimento da Maré no eixo de Direito a Segurança Pública e Acesso à Justiça.
O encontro será amanhã, a partir das 19h.

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]