Metade dos moradores de favelas do Rio perdeu alguém próximo com suspeita de Covid-19

A pesquisa feita pela ONG Viva Rio, em parceria com a MN Estatística revela que 75% dos casos de óbitos não procurou ajuda medica e 20% morreu em casa. O

A pesquisa feita pela ONG Viva Rio, em parceria com a MN Estatística revela que 75% dos casos de óbitos não procurou ajuda medica e 20% morreu em casa. O dados também revelam que cerca de 8,8% das famílias das comunidades tem um caso de suspeita de coronavírus.