MV Bill, sobre o racismo: ‘Sempre há o negacionismo, ainda que os números gritem o contrário’

Em entrevista ao MEIA HORA, rapper questiona atuação das autoridades para combater a pandemia, principalmente nas favelas. Cria orgulhoso da CDD, o primeiro contato de Bill com um microfone foi

Em entrevista ao MEIA HORA, rapper questiona atuação das autoridades para combater a pandemia, principalmente nas favelas.

Cria orgulhoso da CDD, o primeiro contato de Bill com um microfone foi no Coroado de Jacarepaguá, escola de samba da área. Ali, defendeu um samba-enredo do pai, que era compositor. Voltou anos depois ao mesmo palco para, aí sim, apresentar seu rap, sempre marcado pela crítica social. Na música ‘Quarentena’, lançada há um mês, alerta: “Na favela, pra nós a COVID é diferente/As casas não são grandes, e geralmente muita gente/Aglomeração inevitável/Alguns lugares ainda não tem água potável”. O clipe foi gravado do seu próprio apartamento, na Zona Oeste, próximo da favela em que cresceu.