Os riscos de uma reabertura precoce

O grande debate sobre o relaxamento se dá em torno da economia e saúde. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 3 milhões de pessoas perderam o

O grande debate sobre o relaxamento se dá em torno da economia e saúde. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 3 milhões de pessoas perderam o trabalho entre os meses de março e abril. Especialistas em economia projetam que os 12 milhões de desempregados no País cheguem a quase 20 milhões até o fim do segundo trimestre de 2020, justificando a necessidade da abertura do comércio. Em contrapartida, esta reabertura, na opinião de especialistas da área de saúde, pode significar um aumento significativo de pessoas infectadas.