Perfis fakes se passam por contas do governo e enganam mais de 345 mil pessoas

O dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, detectou 279 perfis falsos, 162 no Facebook e 117 no Instagram. As contas fakes, criadas a partir de março por cibercriminosos, têm como

dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, detectou 279 perfis falsos, 162 no Facebook e 117 no Instagram. As contas fakes, criadas a partir de março por cibercriminosos, têm como objetivo se passar por canais oficiais do governo brasileiro para roubar dados pessoais de vítimas e incentivar compartilhamento de links maliciosos. Até o momento, os perfis reúnem mais 345 mil seguidores e 86 mil curtidas.

Os golpes usam programas reais do governo, como o auxílio emergencial e outros benefícios anunciados durante a pandemia, e até mencionam o nome de grandes bancos, como a Caixa Econômica, para passar credibilidade e enganar pessoas a procura de informações através das redes sociais. Como as buscas pelos termos estão em alta, o golpe tem alcançado alto nível de disseminação.