Sem o dinheiro do aluguel, pessoas que perderam o trabalho na pandemia fazem crescer a população de rua no Rio

Segundo levantamento do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos da Defensoria Pública do estado, em todo o Rio de Janeiro estima-se que 60 mil pessoas estejam em situação de rua.

Segundo levantamento do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos da Defensoria Pública do estado, em todo o Rio de Janeiro estima-se que 60 mil pessoas estejam em situação de rua. Só na capital, são pelo menos 17 mil. Atualmente, nem a prefeitura e nem o estado disponibilizam estatística em relação à população de rua. O último censo oficial, feito na gestão do então prefeito Eduardo Paes (DEM), é de 2016 e informava que 14 mil pessoas moravam nas ruas da cidade. Um levantamento da Secretaria municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) para tentar mensurar o tamanho real dessa população foi interrompido pela atual gestão durante a quarentena.