Sem o dinheiro do aluguel, pessoas que perderam o trabalho na pandemia fazem crescer a população de rua no Rio

Segundo levantamento do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos da Defensoria Pública do estado, em todo o Rio de Janeiro estima-se que 60 mil pessoas estejam em situação de rua.

Segundo levantamento do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos da Defensoria Pública do estado, em todo o Rio de Janeiro estima-se que 60 mil pessoas estejam em situação de rua. Só na capital, são pelo menos 17 mil. Atualmente, nem a prefeitura e nem o estado disponibilizam estatística em relação à população de rua. O último censo oficial, feito na gestão do então prefeito Eduardo Paes (DEM), é de 2016 e informava que 14 mil pessoas moravam nas ruas da cidade. Um levantamento da Secretaria municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) para tentar mensurar o tamanho real dessa população foi interrompido pela atual gestão durante a quarentena.

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]