Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Rock in Rio: No terceiro dia do Palco Favela, rolou muito Taylan, Buchecha e Funk Orquestra

Ainda teve Tati Quebra Barraco, Valeska Popozuda e Poze do Rodo colocando a galera para dançar
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

No terceiro dia de Rock in Rio, o Palco Favela brilhou bastante. O espaço que promove a cultura da favela trouxe muito brilho, luzes e batidas para a Cidade do Rock. Entre as atrações, Buchecha, Poze do Rodo e Funk Orquestra foram os pontos altos da noite.

O dia ainda estava claro quando o Palco Favela ganhou vida com luzes e e som. Por casa do tempo instável, as caixas de som foram envolvidas com plástico. A medida deu super certo e o som saiu nítido para o público presente na frente do Rock in Rio.

Os primeiros a se apresentar foi uma equipe do grupo Nossa Pele. Com coreografias e acrobacias ritmadas, os artistas arrancaram gritos do público com artimanhas que pareciam desafiar a lei da gravidade. O grupo conseguiu passar a apresentação de cima do palco para o meio dos espectadores, de forma gradual, tanto que muitos só perceberam a presença dos artistas em frente ao palco quando a banda começou a tocar. Levantando bandeiras a favor das florestas e de movimentos LGBTQIA+, Nossa Pele arrancou aplausos do público.

Em seguida, o artista Taylan fez a galera do Palco Favela cantar. O artista entrou, cumprimentou os espectadores e fez uma apresentação que embalou a todos. A plateia acompanhou. Cantando os sucessos do artista, muita dança e muitos aplausos marcaram a passagem do artista pelo Rock in Rio.

Na sequência, Buchecha emergiu no palco. Seu início foi empolgante, cantando sucessos que tinha junto com Claudinho. O artista se emocionou no palco e foi abraçado pelo público, que cantou junto as músicas como “Só Love” e “Xereta”. Na sequência, Buchecha começou a trazer outros artistas. Além do seu filho Clauci Júlio, quem subiu ao palco foi MC Coringa, Tati Quebra Barraco e Valeska Popozuda, MC William do Borel e MC Teco.

Mais tarde, quem se apresentou no palco foi o Funk Orquestra junto com Poze do Rodo. A dobradinha de muito certo. Primeiramente, o Funk Orquestra deu show. Mesclando música clássica com as batidas do funk carioca, a apresentação fez o público cantar e dançar bastante, não se abalando com a chuva que caía. A surpresa veio por conta de Poze do Rodo que cantou seus maiores sucessos acompanhado do Funk Orquestra.

O Voz das Comunidades é a mídia oficial do Palco Favela no Rock in Rio 2022. Acompanhe o Voz nas redes sociais e aqui no portal e fique por dentro das novidades do maior festival do planeta.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]