Cedae realiza sanitização em 12 favelas esta semana; Veja o calendário

O serviço atenderá comunidades das zonas Norte e Oeste do município.
2020_07_02-Complexo-do-Lins_

O serviço atenderá comunidades das zonas Norte e Oeste do município. Desde o dia 24 de abril, o programa já atendeu mais de 350 comunidades, no combate à Covid-19. A ação é realizada por uma empresa especializada neste tipo de serviço, contratada pela companhia.

A desinfecção é conduzida por agentes, munidos de todos os equipamentos de proteção individual (EPIs), que utilizam nebulizador a frio para borrifar produto com efeito desinfetante (quaternário de amônia de quinta geração e biguanida polimérica – phmb) nas vias e equipamentos públicos das localidades.

Nesta segunda (31), o serviço acontece nas comunidades 1º de Abril e Gouveias. Já na terça-feira (1º), a limpeza ocorre no Jacaré e na Coréia. Na quarta-feira (2), a Cedae realiza a sanitização no Complexo do Turano. As comunidades Complexo do Barão, Chacrinha e Bateau Mouche serão higienizadas na quinta-feira (3). Já na sexta (4), o trabalho acontece nas favelas Cascatinha e Planalto. Por fim, no sábado (5), a sanitização será feita na Comunidade Darcy Vargas e na Ladeira Santa Maria.

Todas as comunidades dessa lista já foram higienizadas anteriormente e receberão o serviço novamente. O trabalho acontece sempre de segunda a sábado, com o cronograma de cada semana divulgado na semana anterior no site da Cedae. A sanitização de ruas e vias públicas e de grande circulação é uma forma de prevenir a disseminação do novo coronavírus, causador da Covid-19.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]