Veja o calendário e vacinação contra a Covid-19 da semana de 22 a 27 de novembro

Nesta semana, a população com 60 anos ou mais receberá a dose de reforço, pacientes com alto grau de imunossupressão e pessoas que já receberam a segunda dose há 5 meses

Foto: Reprodução / Prefeitura do RioFoto: Reprodução / Prefeitura do Rio

A forte campanha de vacinação contra o coronavírus possibilitou que, no último sábado, a cidade do Rio de Janeiro não registrasse números de óbitos por conta do Covid-19. Graças a esse fator, mais do que nunca, a continuidade da imunização coletiva torna-se essencial. Com isso, a reportagem do Voz das Comunidades compartilha, semanalmente, o calendário da Prefeitura do Rio de Janeiro com a faixa etária das doses de reforço e das demandas de antecipação do imunizante.

A partir desta segunda-feira (22) e até sábado (27), o calendário de vacinação é direcionado para os cariocas com faixa etária de 60 anos ou mais, que receberão a dose de reforço. Além disso, pacientes com alto grau de imunossupressão (12 anos ou mais) e pessoas com mais de 18 anos que já receberam a segunda aplicação do imunizante há 5 meses ou mais devem ir aos postos de vacinação para receber a nova dose.

É importante ressaltar que, até o final deste mês, todos os postos de vacinação no Rio de Janeiro estarão aplicando a primeira dose da vacina contra o coronavírus em pessoas com mais de 12 anos. Para receber a aplicação, é necessário alguns documentos, como identidade, número do CPF e, se possível, a carteira de vacinação. Para a segunda dose ou a dose de reforço, é fundamental o comprovante da aplicação da primeira.

Além disso, a Prefeitura do Rio de Janeiro antecipou a segunda dose do imunizante Pfizer para as pessoas com 12 anos ou mais. Se esse é o seu caso, busque uma unidade de saúde e complete seu esquema vacinal.

Documentos para a vacinação

Pessoas com algum tipo de deficiência devem apresentar laudo da rede pública ou particular, cartão de gratuidade no transporte público, documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou outro documento que indique a deficiência.

Trabalhadores da saúde são os que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde. Para aplicação da dose de reforço, devem apresentar comprovante de vacinação da cidade do Rio de Janeiro e carteira profissional válida ou os três últimos contracheques.

Gestantes e puérperas devem apresentar cartão de pré-natal, além da assinatura do termo de esclarecimento disponível no portal da Prefeitura do Rio. Pessoas com alto grau de imunossupressão devem apresentar comprovante de vacinação, documento de identificação e laudo médico digital do CREMERJ com data inferior aos últimos 60 dias. Aqueles que irão receber a vacina devem apresentar identificação original com foto, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Quem for receber a segunda dose, ou dose de reforço, deve levar também o comprovante da primeira aplicação.

Importante destacar também que a proteção contra o vírus só é garantida após 14 dias da aplicação da segunda dose. Por isso, fique atento para não perder a sua data. É possível encontrar a unidade mais próxima da sua casa também acessando o portal.