Arrumar trabalho dá trabalho – #Opinião

Algumas dicas para jovens em busca de emprego

No final do ano passado saiu uma serie de matérias jornalísticas sobre o aumento percentual do grupo de jovens chamados “nem-nem”. Essa denominação se refere aos jovens que não trabalham nem estudam.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 22% da população entre 15 e 29 anos é inativa, e neste grupo, 14,4% sequer procuram emprego. Ao detalhar mais essa conta considerando a última década, chegamos ao aumento de 22,6% para 27,4% (mais de um em cada quatro) de brasileiros de 18 a 24 anos estão sem estudar e trabalhar. Segundo o Estadão: “A proporção dos chamados “nem nem” cresceu 2,5 pontos porcentuais em relação a 2014 (20%) e 2,8 frente a 2005 (19,7%). Apenas entre 2014 e 2015, mais de 1 milhão de pessoas entraram nesta categoria. ”.

Do outro lado da moeda, em fevereiro de 2017, o Jornal Hoje divulgou uma matéria que falava que cerca de 10% das vagas de emprego oferecidas pelo Sine não são preenchidas principalmente por razões relacionadas a falta de qualificação e preparação do profissional dos candidatos. Esse fato ocasiona um cenário de uma conta que não fecha, onde de um lado há a existência de um grande número de desempregados buscando por vagas e de outro há uma grande quantidade de vagas que não são preenchidas (cerca de 140 mil no caso do Sine).

Dito isso, podemos concluir que o que falta para essa conta fechar é a população adquirir uma maior qualificação técnica nessas áreas que possuem maiores oportunidades (serviços, comércio, agropecuária e indústria). Contudo, qualificar uma grande parcela da população não é uma tarefa simples. É preciso uma série de programas e políticas públicas precisas e eficientes para resolver esse problema o quanto antes. Mas, não dá para esperar uma ação pública acontecer para correr atrás da solução desse problema. Não é verdade?

Como citado anteriormente, sabe-se também que existe uma grande parcela de jovens que não estão procurando emprego. Deixando esse grupo para uma análise futura irei focar em algumas dicas para os jovens que estão em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho. É aí que eu remeto ao título deste artigo: “Arrumar trabalho dá trabalho” – ainda mais em tempos de crise. É preciso se dedicar e desenvolver um diferencial em relação aos outros candidatos. Quanto mais qualificação você tiver, maior será a chance de encontrar a vaga que deseja.

Portanto:

Termine os estudos

A Unicef divulgou um relatório com o Cenário da exclusão escolar no Brasil que mostra a existência de país 2,8 milhões de crianças e adolescentes fora da escola em nosso país. Desse total, 57% são jovens entre 15 e 17 anos.

Um fator fundamental e básico para um destaque em relação aos outros candidatos é a questão do término dos estudos, ou seja, a conclusão do ensino médio. Retomar as aulas e pegar o ritmo da escola pode ser desafiador, porém, esse esforço gera recompensas. Existem modalidades de ensino como os supletivos e ensino semipresencial que podem tornar essa conclusão mais fácil.

E por que não tentar uma faculdade? Existem diversos preparatórios gratuitos e de qualidade para a realização da prova do ENEM. Dentre os cursos e instituições também existem diversas modalidades para facilitar o ingresso de todos perfis de alunos.

Busque alguma qualificação técnica ou profissionalizante

Se aprimore! Caso não tenha condições de arcar com os custos de uma faculdade ou de cursos pagos, busque algum curso gratuito online. Existe uma grande variedade de cursos gratuitos online que dão certificações nas diversas áreas. Outra opção é buscar alguma instituição em seu bairro ou cidade que fornece alguns cursos técnicos e profissionalizantes de graça. Temos por exemplo o SEBRAE, SENAC, FAETEC, Centro de Referencias da Juventude e etc.

Busque realizar trabalho voluntário (não remunerado) para incrementar seu currículo

Procure alguma instituição que tenha algum trabalho social e tente ajudar em suas atividades. Geralmente estas fornecem diversas experiências enriquecedoras em muitos pontos que irão lhe auxiliar não só no seu desenvolvimento técnico, mas como cidadão. Se ainda não tem muitas experiências para colocar no currículo, essa prática pode te colocar em uma posição de destaque (principalmente entre os candidatos mais jovens).

Monte um bom currículo, se prepare para as entrevistas e dinâmicas de grupo

Pesquise na internet sobre dicas de construção de um bom currículo. Há uma vasta quantidade de modelos e tipos de currículo que mais se adequarão ao seu perfil. Além disso, o preparo para as entrevistas é vital para não fazer feio na hora mais importante. Procure por matérias jornalísticas, sites de dicas sobre emprego (Guia do Emprego), redes sociais como o Linkedin e vídeos no youtube sobre como se portar e o que vestir em entrevistas, o que fazer nas dinâmicas de grupo, como responder as questões mais comuns entre os entrevistadores, como ter disciplina e organizar seu tempo de trabalho.

Tente buscar vagas em sites de empregos

Feito uma boa apresentação do currículo você pode tentar se inscrever em sites de busca de empregos. Buscar as vagas indo presencialmente nas empresas pode der desgastante e demandar dinheiro e tempo. Para facilitar esse processo, existem alguns sites gratuitos com a função de aproximar candidatos em busca do emprego ideal e recrutadores à procura do candidato adequado. Alguns exemplos são: CIEE, empregos.net, vagas, curriculum, BNE, Trabalhando.com e emprego certo.

Jovem aprendiz pode ser uma boa opção

Os jovens aprendizes são jovens e adolescentes que almejam desenvolvimento e crescimento profissional, dentro de uma área de atuação específica. É uma forma de contratação prevista em lei que oportuniza capacitação profissional, experiência, conciliação do trabalho com a rotina de estudos e até mesmo o primeiro emprego. Procure por empresas que estejam ofertando essas vagas.

Tire sua carteira de trabalho

Muitas pessoas perdem a oportunidade de emprego por não portar o documento de Carteira de Trabalho e Previdência Social. Tirar essa documentação pode demandar certo tempo e muitas empresas não tem a disponibilidade de esperar. Esteja preparado.

Enfim…

Se você leu até aqui já indica o interesse em mudar sua realidade. Todas essas ações demandam certo esforço e dedicação de tempo e energia. Muitas pessoas não conseguem fazer o básico para demostrar qualquer diferencial e com isso acabam ficando para trás. E é por aí que o mercado de trabalho seleciona seus melhores candidatos. Como você conseguiu observar, existem diversos aspectos profissionais e pessoais que você pode aprimorar até mesmo de graça quando você sabe por onde começar e qual é o seu objetivo. A internet é sua grande aliada (dá um google). Utilize do seu tempo livre para fazer esse dever de casa e conseguir se estruturar melhor para se tornar mais competitivo em relação aos outros.

Como cita o ditado do grande físico Albert Einstein:

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.”

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top