Por que minha cor define se serei enquadrado ou não em abordagens policiais?

Pesquisa mostra que 80% dos negros são conhecidos no Rio e em São Paulo

Leia mais

Creators Academy: onde favela e floresta se encontram

Iniciativa abre espaço para uma conexão de criadores de conteúdo em todo país com a realidade amazônica e a importância de protegê-la

Leia mais

#Artigo19: Falta de representatividade nas eleições afeta diretamente na decisão de pessoas com deficiência

Eduardo Victor, cria Cidade de Deus, DJ, apresentador, LGBTQIA+ e influenciador contou sobre sua vivência enquanto PcD na primeira edição do podcast especial

Leia mais

A importância das políticas públicas para um país menos desigual

Temos uma ciência mais rica quando a universidade vira suas cadeiras para a periferia

Leia mais

A representação do homem negro no Brasil

É necessário mudar o estereótipo desse grupo construído a partir de um lugar de inferiorização

Leia mais

Futuro da filantropia é a descentralização de recursos

É hora de o investimento social privado e filantrópico revisar métodos

Leia mais

Inércia geral da população LGBTQIA+ da periferia criar mecanismos de sobrevivência

Ideia de que ‘favela venceu’ não exprime realidade de população das comunidades

Leia mais

Bongola e o aquilombamento do futuro

Encontro organizado pelo PerifaConnection reuniu centenas de ativistas do Brasil

Leia mais

Morte de policiais na Bahia provoca medo de retaliação em bairros periféricos

Política adequada precisa proteger população e também forças de segurança

Leia mais

O lugar do pobre na universidade: políticas sociais e ações afirmativas

Avanço nas instituições de educação vem de ampla mobilização dos movimentos populares

Leia mais

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]