Estão abertas as inscrições para oficina de roteiro na Vila Cruzeiro

As inscrições vão até o dia 23 fevereiro e as aulas começam dia 01 de março

Estão abertas as inscrições para oficina de roteiro na Vila Cruzeiro

Foto: Reprodução

Uma grande oportunidade para jovens da Vila Cruzeiro, Zona Norte do Rio, que sonham em escrever roteiros. Estão abertas as inscrições para a oficina de introdução ao roteiro que contempla alunos da rede pública de ensino.

Para participar, moradores a partir de 13 anos precisam enviar um vídeo de até 2 minutos se apresentando e respondendo a seguinte pergunta: o que você quer ser quando crescer? Em seguida, devem enviar e-mail para [email protected] até o dia 23 de fevereiro.

As aulas terão início no dia 1 de março, segundas e quartas, das 18h às 20h. A oficina busca reconectar os jovens com a prática da escrita, estimulando a criatividade e desejos de um futuro melhor.

A atriz Natália Balbino, cria do Complexo da Penha, é quem vai ministrar as aulas. Ela iniciou seus estudos na Leonor Coelho Pereira, escola Municipal da Vila Cruzeiro. Hoje em dia, além de ser bacharel em Artes cênicas pela PUC-Rio, é mestranda em artes da cena pela UFRJ. Chegou, também, a trabalhar como roteirista da TV Globo. Hoje, Natália trabalha para que outros jovens tenham cada vez mais oportunidades de crescimento profissional.

Natália Balbino, é cria do Complexo da Penha e bacharel em Artes cênicas pela PUC-Rio, ela é mestranda em artes da cena pela UFRJ. Foto: Divulgação

“Durante o ano de 2020 toda uma geração de jovens alunos da rede municipal ficou ainda mais distante dos seus sonhos e do mercado profissional de trabalho. Por conta da pandemia, o estado demonstrou ineficiência em garantir o acesso à educação a milhares de adolescentes”, diz Natália Balbino.

Banner: Reprodução

Os alunos participarão de atividades virtuais onde conhecerão as bases do roteiro audiovisual. Com isso, será produzido ainda um material final a ser apresentado pelos participantes. Esse material compreende o roteiro e a peça filmada desse mesmo roteiro produzida pelos próprios jovens, em seus celulares, no formato self-tape (uma gravação vídeo feita pelo próprio que é, no fundo, uma audição feita à distância).