Jacarezinho amanhece com operação policial, após receber Cidade Integrada

Houve relatos de tiros na comunidade por volta de 5h32; paralelamente, a PM faz operação na Cidade Alta
IMG-20220204-WA0035

A Polícia Civil faz na manhã desta sexta-feira (04) uma operação na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio. A localidade pertence ao programa Cidade Integrada do Governo do Rio. Moradores da comunidade relataram tiros na comunidade pouco antes das 05h30. Essa é a primeira vez que há confronto na favela desde o lançamento do projeto. Os serviços de saúde na comunidade seguem funcionando normalmente.

Além dessa operação, na Cidade Alta, em Cordovil, a Polícia Militar faz uma operação na região. De acordo com a corporação, os agentes também estão na favela do Pica-Pau e das Cinco Bocas, na mesma localidade. Até agora não há informações de feridos.

Plano para conter mortes causadas por policiais em favelas

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu por unanimidade, nesta quinta-feira (3), que o Governo do Estado do Rio deve criar um plano para diminuir a letalidade nas operações policiais que acontecem nas comunidades. A conclusão veio de uma análise das operações durante a pandemia. O Governo do Rio tem até 90 dias para elaborar o projeto e enviar a análise do STF.

De acordo com o Supremo, priorizar as investigações de casos que envolvam crianças e adolescentes está entre as principais providências que devem ser tomadas. Além disso, limitar buscas sem autorização judicial e analisar o uso de armas letais pelas forças de segurança também são algumas das medidas que devem ser tomadas.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]