Maria Moana promoverá oficinas de figurino, bijuterias e acessórios para jovens negros

As inscrições para o projeto sociocultural vão até 21 de fevereiro, com aulas on-line e presenciais totalmente gratuitas
Projeto Moda é para todos

Foto: Divulgação / Moda É Para Todos

O projeto Moda É Para Todos está com as inscrições abertas para as oficinas culturais de moda online para jovens e adultos negros totalmente gratuitas. Os alunos terão a oportunidade de produzir figurinos e acessórios para o desfile da marca Maria Moana da coleção Primavera/Verão 2021, no Selina (RJ).

O objetivo da oficina é beneficiar jovens e adultos negros de baixa renda, estimulando a criatividade e proporcionando a este público uma nova forma de trabalho e remuneração que retratam seu próprio design dentro da arte.

A nova coleção da Maria Moana terá como tema: “Estampando design: Estilo Afro”, onde cada designer poderá mostrar seu conceito e sua arte de forma específica.
Foto: Divulgação / Moda É Para Todos

“O projeto surge do desejo de transmitir às pessoas interessadas em montar figurinos na sua totalidade e utilizá-los de forma criativa, assinando seu próprio design e dando assim voz à racialidade dentro do mundo da moda”, afirma Bianca Silva, idealizadora da marca Maria Moana.

A proposta para as oficinas é a redução de custos e ganhos em vendas, a partir da criação executada pelos artistas iniciantes. A finalização do projeto será um desfile presencial no Selina, no Centro do Rio de Janeiro, da nova coleção da Maria Moana. O tema será: “Estampando design: Estilo Afro”. Cada designer poderá mostrar seu conceito e sua arte de forma específica.

Serão 02 oficinas, montagem de bijuterias, com o Varal da Val, e montagem de figurino, com a Negrita Modas, com carga horária de 12 horas. Cada uma terá seis dias de atividades, divididas em 02 horas, em cada dia. Sendo, 4 dias Online (na Plataforma Sympla) e 2 dias Presenciais com locais a definir.

As inscrições serão de 10 a 21 de fevereiro, através do link: http://bit.ly/modaeparatodos 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]