Reconstituição da morte de Kathlen Romeu é realizada nesta quarta no Complexo do Lins

Representantes da Delegacia de Homicídios da Capital, Coordenadoria de Recursos Especiais do Rio (Core), PMs da UPP do Lins e familiares da jovem estiveram no local

Reconstituição da morte de Kathlen Romeu é realizada nesta quarta no Complexo do Lins

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Na tarde desta quarta-feira (14) foi realizada a reconstituição da morte de Kathlen Romeu, de 24 anos. A jovem grávida de 4 meses foi assassinada com um tiro de fuzil, no dia 8 de junho, no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Representantes da Delegacia de Homicídios da Capital, a Coordenadoria de Recursos Especiais do Rio de Janeiro (Core) e policiais militares da UPP do Lins, participantes da ação que resultou a morte da Designer de Interiores, estiveram presentes no local.

Amigos e familiares da Kathlen Romeu estiveram no local acompanhando a reconstituição
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Familiares e pessoas próximas da jovem assassinada acompanharam toda a simulação, que terminou por volta das 16h. A avó de Kathlen, Sayonara de Fátima, que estava com a neta no momento em que tudo aconteceu, deu depoimento. Policiais afirmam que houve confronto, mas a família nega.

A mãe da jovem, Jaqueline de Oliveira, hoje, pediu mais uma vez por justiça e amigos lançaram um manifesto que pede responsabilidade ao noticiar o caso. “Alertamos aos veículos de imprensa sobre o racismo estrutural no formato das notícias”, consta no documento.