Secretaria da Juventude Carioca promove edital do programa Favela Inova para auxiliar jovens empreendedores periféricos

O público-alvo são jovens de 18 a 29 anos, moradores de comunidades, favelas e bairros periféricos da cidade do Rio
FTV_Juventude_conectada_736x341

Foto: Reprodução

A Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUV-Rio) em parceria com o Pólen, o Polo de Inovação da Unisuam, lançaram o edital do Favela Inova. O programa tem como objetivo potencializar o perfil empreendedor já existente nas favelas e periferias do Rio e dar sustentabilidade de médio e longo prazos às ideias inovadoras desenvolvidas nesses territórios.

Serão duas modalidades de inscrição: germinação e incubação. A primeira etapa é para desenvolver e validar ideias em estágio inicial, com ajuda e apoio para os passos iniciais da iniciativa empreendedora. Já a segunda modalidade é para aqueles projetos que estão em um estágio mais avançado de desenvolvimento.

Serão escolhidos, de forma online, até 30 propostas e ideias inovadoras para o Programa de Germinação e Incubação do Pólen, selecionando pessoas físicas ou jurídicas, com ou sem CNPJ, para acelerar seus processos empreendedores. Todos os membros das seis equipes finalistas vão receber uma bolsa de estudos integral de graduação na Unisuam.

Favela Inova
Segundo o Secretário Salvino Oliveira, ao final do programa, a JUV-Rio vai disponibilizar ainda um diagnóstico da juventude empreendedora do Rio com base nos dados e informações dos inscritos e selecionados.
Foto: Reprodução.

“O empreendedorismo está cada vez mais forte na juventude e surge como uma oportunidade de renda, abrindo possibilidades para os jovens nem-nem, aqueles que não trabalham e nem estudam. É importante orientar e fortalecer as ideias que já circulam nas favelas, mas que acabam ficando na informalidade por falta de estrutura e conhecimento”, explicou o secretário da JUV-Rio, Salvino Oliveira.

Podem se candidatar grupos de duas pessoas ou mais com uma ideia ou projeto que cause impacto na sociedade carioca, dando maior acesso a direitos sociais nas áreas de educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, transporte, lazer, segurança, previdência social, proteção à maternidade e infância ou assistência aos desamparados.

“Levamos como bandeira a transformação social através da educação, empreendedorismo e inovação. Já realizamos este mesmo programa nacionalmente, no último ano. Agora, chegamos para atender a juventude carioca e trabalhar para a potencialização das ações empreendedoras nas comunidades da cidade do Rio de Janeiro”, Diego Braga, gerente de Inovação da Unisuam e coordenador do Pólen.

O público-alvo são jovens de 18 a 29 anos, moradores de comunidades, favelas e bairros periféricos da cidade do Rio de Janeiro. Para se inscrever no programa Favela Inova, basta acessar este link. As inscrições vão até o dia 16 de Abril.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]