Wolbito é tema do Fala Favela, que acontece no próximo sábado no Alemão

Fala Favela
Fala Favela

No próximo sábado (28) a partir das 10h, acontece o Fala Favela, na Nova Brasília, no Complexo do Alemão e o tema será: Wolbito, o mosquito do bem.

Um palestrantes da Fiocruz estará presente para esclarecer dúvidas dos moradores sobre o mosquito, ensinando métodos de prevenção contra as doenças Dengue, Zika e Chikungunya e muito mais.

No verão, é muito comum o aumento de pessoas contaminadas pelas doenças e mesmo com campanhas de conscientização, a população acaba se descuidando e não tomando os devidos cuidados. A cada ano, o índice de pessoas que são infectadas ou até morrem só aumentam.

Na Austrália, foram feitos diversos estudos e descobriram que quando a Wolbachia (microorganismo que vivem nas células de alguns insetos) eram inseridas no Aedes Aegypti, diminua sua capacidade de transmitir Dengue, Zika e Chikungunya.

No Brasil, o estudo tem sido desenvolvido pela Fiocruz e foi descoberto que quando um mosquito com a Wolbachia cruza com um mosquito infectado, só nascem Aedes Aegypti com Wolbachia, e assim, diminuindo o número de mosquitos contaminados.

Veja abaixo perguntas e respostas: 

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]