ONG leva oxímetros para favelas do Rio no combate ao novo coronavírus

Levar para as favelas aparelhos que medem a taxa de oxigenação e, dessa forma, evitar mortes por covid-19 dentro das casas é uma das principais propostas do Instituto Estáter, que

Levar para as favelas aparelhos que medem a taxa de oxigenação e, dessa forma, evitar mortes por covid-19 dentro das casas é uma das principais propostas do Instituto Estáter, que envolve especialistas de todo o País e lideranças comunitárias de pelo menos seis favelas brasileiras. A premissa do grupo é que muitas pessoas estão morrendo sem sequer chegar ao hospital por conta da chamada hipóxia silenciosa – a baixa oxigenação do organismo provocada pela covid-19 que, muitas vezes, passa despercebida até ser tarde demais. O uso correto do oxímetro pode ajudar a identificar a necessidade de hospitalização mais precoce.