“Vem que tá barato, tá gostoso”: a criatividade nas vendas pelo Complexo da Penha