Após cancelamento do carnaval de rua, festa do Triângulo no Alemão também é cancelada

O motivo do evento não ocorrer é por conta do aumento de casos de Covid-19 no Rio
Foto: Renato Moura / Feita antes da pandemia
Foto: Renato Moura / Feita antes da pandemia

2022 será o segundo ano seguido sem blocos de rua no Carnaval, devido à pandemia. A partir desta decisão da Prefeitura do Rio, o vereador Luciano Medeiros confirmou que também não haverá o bloco do Triângulo, realizado na Estrada do Itararé, no Complexo do Alemão.

“O Carnaval de rua do Rio de Janeiro foi cancelado devido à quarta onda de Covid-19 que estamos vivendo. Sendo assim, o do Triângulo também foi cancelado; o momento requer cuidados”, afirmou o vereador Luciano ao ser questionado.

O evento já não acontece há alguns anos e retornaria agora em 2022. Em 2018, já haviam cogitado o retorno. Porém, devido a falta de segurança para a realização e do incidente no ano de 2015, em que policiais intervieram no evento, com gás lacrimogêneo e spray de pimenta – ao menos 4 pessoas tiveram que receber atendimento médico -, também não foi possível.

Em setembro de 2021, o vereador voltou a cogitar o retorno, por meio de suas redes, após ter saído de uma reunião entre o vereador e a presidente da Riotur, Daniela Maia.

Na semana passada, o Painel da Covid-19 nas Favelas apontou 1.238 novos casos confirmados nas 40 comunidades acompanhadas. Além disso, também 6 novos óbitos foram registrados.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]