Cinco pessoas ficaram presas após teto de casa desabar na Vila Kennedy

Ainda não se sabe o que causou o desmoronamento
vk 1

Foto: Voz da Vila Kennedy

No final da tarde da segunda-feira (16), uma laje desabou na localidade do Quafá, na comunidade da Vila Kennedy, Zona Oeste da cidade do Rio. O acidente ocorreu na Rua Gerorges Masset onde cinco pessoas ficaram presas na casa e outras três precisaram de atendimento médico, mas sem gravidades.

De acordo com informações do G1, após ser acionado, o Corpo de Bombeiros chegou na comunidade por volta das 18h15. Ainda de acordo com informações, cinco moradores da casa estavam presos no local. Além delas, três pessoas precisaram de cuidados médicos: A Sra. Solange de 60 anos e o Sr. Carlos de 63 anos, que tiveram uma crise de hipertensão. Os dois foram levados para a UPA Vila Kennedy. E, uma mulher, de 37 anos, foi atendida no local. Todos foram socorridos e liberados. Não houve vítimas ou pessoas gravemente feridas.

A Defesa Civil e o corpo de bombeiros pretendem ir até o local nesta manhã de terça-feira (17) para entenderem o motivo do desabamento.

Além do corpo de bombeiros a Gerência Executiva Local e a Sub Prefeitura estiveram no local.
Foto: Voz da Vila Kennedy

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]