Clínica da Família do Alemão atende mais de 100 moradores com suspeita de Covid em 24h

Durante a manhã de hoje, 36 moradores apresentando sintomas da doença buscaram atendimento na CF Zilda Arns, passando de 116 casos em 24h

Foto: Matheus Guimarães / Voz das Comunidades

Uma segunda onda de Covid preocupa funcionários de pontos de atendimento à Saúde do Complexo do Alemão. Ontem, em apenas um dia, a Clínica da Família Zilda Arns, localizada na estrada do Itararé, atendeu a cerca de 80 casos suspeitos, enquanto na Clínica da Família Bibi Vogel, que fica na Estrada Adhemar Bebiano, os atendimentos voltaram a atingir uma média de 25 por dia, mesmo número apresentado em maio, no inicio da pandemia. Durante a manhã de hoje, 36 moradores apresentando sintomas da doença buscaram atendimento na CF Zilda Arns, passando de 116 casos em 24h.

O usos das máscaras

Mesmo cientificamente comprovado que o uso da máscara é fundamental, criando uma barreira que evita a propagação das partículas que podem ser liberadas por quem está infectado, ainda que assintomático, muitos moradores do Complexo do Alemão estão relutantes. Nas ruas das comunidades está cada vez mais difícil encontrar pessoas usando máscara.

Não usar máscara tem prejudicado o trabalho de quem está na linha de frente contra a doença. “Estamos usando as máscaras doadas pelo Educap, mas vejo também a população sem cuidado algum. Às vezes são malcriados quando peço para colocar máscara dentro da Unidade”, comenta uma funcionária que pediu para não ser identificada.