Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Lutador do Alemão monta vaquinha online para competir em campeonato de MMA no Chile

Wanderley, o Xuxa, precisa de 2 mil reais para competir fora do país
Wanderley (esq) sonha em ser grande profissional do UFC (Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades)
Wanderley (esq) sonha em ser grande profissional do UFC (Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades)

Wanderley de Jesus Miranda Filho, mais conhecido como Xuxa, tem 28 anos e sonha em ser um grande lutador de UFC. Nascido na Bahia e morador do Complexo do Alemão, Xuxa ainda tem uma longa estrada pela frente, mas já coleciona muitas vitórias ao olhar pra trás.

Xuxa chegou ao Rio de Janeiro quando tinha apenas 2 anos de idade e desde cedo teve que trabalhar para ajudar a mãe, que vendia cerveja e catava latinhas na praia. Aos 12 anos, ele saiu de casa por causa de problemas familiares e acabou em um abrigo para menores. Dois anos depois, fugiu do local e conseguiu alugar uma casa com o dinheiro que ganhava fazendo bicos. “Me envolvia muito em brigas nessa época. Tanto que acabei preso no Padre Severino” (antiga prisão para menores). Quando saiu, passou a praticar Muay Thay, uma arte marcial tailandesa que mudou sua vida. Logo se destacou pela sua técnica e força. “Eu queria extravasar a raiva que eu tinha dentro de mim. Fui lutando o Muay Thai, atualmente tenho mais de 40 medalhas de lutas no esporte.

Há dois anos, ele decidiu se ingressar no MMA, uma modalidade que mistura várias artes marciais. Ele treina duro todos os dias e sonha em se tornar um campeão. Wanderlwy é casado e pai de um menino, que é sua maior motivação. Hoje, ele está em busca de patrocínio para participar de um campeonato no Chile, onde espera mostrar seu talento e sua garra. “Essa vai ser minha 3 luta no Chile. Infelizmente não tenho patrocínio e condições para poder ter uma bom preparo. Faço da forma que eu posso fico sem comer as vezes 2 dias só bebendo água”, conta o atleta que ainda atravessa dificuldades. Mas não desiste e busca um lugar no mundo das lutas. “Sempre dou meu melhor quando eu subo nos ringues da vida”.

Wanderley tem uma vaquinha online para aqueles queiram ajudar o atleta. Ela está disponível através do link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/arrecadando-dinheiro-para-minhas-lutas-tanto-nacionais-tanto-internacionais. O campeonato de Wanderley será em julho.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]