Prefeitura do Rio libera R$4,6 milhões para obras de controle de encostas na Rocinha

As ações são uma demanda dos moradores da comunidade desde as fortes chuvas de 2019, em que muitos foram afetados
Rocinha - Matheus Guimaraes-4

Foto: Matheus Guimarães / Voz das Comunidades

A Prefeitura do Rio autorizou nesta semana a liberação de em torno de R$4,6 milhões para obras de contenção de encostas nas localidades 199, Dioneia, Laboriaux e Vila Cruzado. Ambas fazem parte da região mais alta da Rocinha, Zona Sul da cidade. O processo licitatório foi publicado na última quarta-feira (18), no Diário Oficial do Município

De acordo com o Jornal Fala Roça, num primeiro momento, a GeoRio vai atuar no Laboriaux, Dioneia e 199, onde serão feitas intervenções como reforço no solo, muro de concreto armado, muro estaqueado, para reforçar a estabilidade da base e um sistema de drenagem com descida em degraus.

Já no Portão Vermelho, as obras ficarão para a segunda fase da licitação e serão feitas intervenções, como sistema de drenagem com descida em degraus e canaleta de drenagem, além de um muro de concreto armado.

Reivindicação dos moradores

As obras emergenciais de contenção de encostas na Rocinha são uma demanda desde as fortes chuvas de 2019, em que muitos moradores da comunidade foram afetados. Em fevereiro e agosto daquele ano, as fortes chuvas na favela deixaram duas pessoas mortas.

Quando chove, as ruas ficam nessa situação
Foto: Amanda Pinheiro / Fala Roça

A prefeitura do Rio informou que não haverá remoção de famílias durante a execução das obras. Além disso, ainda não há previsão para o início das atividades. Segundo a Geo-Rio, a licitação está prevista para ocorrer nos meses de setembro e outubro deste ano, para a contratação das empresas que vão executar as obras na Rocinha.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]