Vídeo que mostra adolescente agredindo idoso em metrô NÃO tem relação com movimento Black Lives Matter

Circula pelas redes sociais um vídeo em que um jovem agride com um soco um homem que usava uma camisa com a bandeira dos Estados Unidos. De acordo com a

Vídeo que mostra adolescente agredindo idoso em metrô NÃO tem relação com movimento Black Lives Matter

Circula pelas redes sociais um vídeo em que um jovem agride com um soco um homem que usava uma camisa com a bandeira dos Estados Unidos. De acordo com a legenda, o menino seria um membro do movimento “Black Lives Matter” e teria nocauteado “um idoso negro por usar a camiseta de seu país”. A informação é falsa.

O vídeo foi gravado em abril de 2011, e o agressor se entregou à polícia depois que o vídeo se tornou viral, sete meses depois. O movimento Black Lives Matter surgiu somente dois anos depois, em 2013. Naquele ano, George Zimmerman, vigilante voluntário na cidade de Sanford, na Flórida, foi absolvido após matar a tiros um adolescente negro, Trayvon Martin, no ano anterior. Portanto, a agressão não tem qualquer relação com o movimento.

As cenas que aparecem no vídeo foram gravadas em abril de 2011. As imagens mostram Scotty Strahan, então com 18 anos, agredindo um idoso em uma estação de metrô em Chicago, enquanto algumas pessoas riem da situação. Contudo, as imagens se tornaram públicas e virais em 05 de novembro daquele ano, após publicação site World Star HipHop.

Depois que o vídeo foi publicado, as autoridades iniciaram uma investigação para identificar o agressor. Strahan se entregou à polícia no dia 23 de novembro e foi indiciado por agressão corporal. A imprensa local noticiou o ocorrido e informou que o idoso, que de fato usava uma camiseta com a bandeira dos Estados Unidos, estaria em situação de rua. Contudo, o idoso não foi identificado. O motivo da agressão tampouco foi esclarecido.