CET-Rio vai implantar sinal de trânsito em frente ao Colégio Tim Lopes

colegioestadualjornalistatimlopes22

Últimamente a estrada do itararé (uma das principais via do Complexo do Alemão) vem se tornando perigosa devido aos constantes acidentes na estrada. Neste ano de 2016, foram mais de 10 acidentes e três gravemente, que terminaram em mortes.

No dia 24 de janeiro, José Wilson de 17 anos foi atropelado na estrada do itararé e faleceu na hora, após 6 dias desse acidente, mais uma tragédia aconteceu na estrada, um motoqueiro morreu na colisão entre um caminhão que passava pela via. Segundo os moradores, ele era um moto-taxista da Penha e foi morto no local. E o último acidente grave aconteceu nesta última terça-feira, 17 de maio, em frente ao Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, aonde houve uma colisão entre uma moto e um caminhão. O mototaxista da grota Thiago Ramos morreu na hora.

Colisão entre moto e um caminhão em frente ao Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, Thiago Ramos morreu na hora

Os moradores, junto com o Coletivo Papo Reto (um coletivo de comunicação independente composto por jovens moradores dos Complexos do Alemão e Penha), criaram uma panela de pressão (um aplicativo de mobilizações que permite contato direto com governantes, gestores públicos, parlamentares, concessionárias de serviços públicos, políticos em geral e outros tomadores de decisão da cidade) em janeiro, após o acidente com o jovem José Wilson de 17 anos.

Raull Santiago,representante do Coletivo Papo Reto.

Hoje, um dos representantes do Coletivo Papo Reto, Raull Santigo, publicou em seu perfil do Facebook uma conversa com a Claudia Secin (Diretora-Presidente da CET-Rio) que informou que foi na estrada do itararé, em frente ao Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes e que irão implantar uma travessia segura com faixa de pedestres e um sinal em frente ao colégio. Segundo ela, a implantação começa na semana que vem e que também vão fazer uma ação educativa na estrada do itararé.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]