Escola Municipal Vera Saback passa por problemas estruturais

WhatsApp Image 2018-06-19 at 10.20.17 AM

Os alunos da Escola Municipal Professora Vera Saback Sampaio, na Estrada do Itararé – Complexo do Alemão, estão com as aulas afetadas devido aos diversos obstáculos na infraestrutura. Os pais denunciam ausência de manutenção nos elevadores e ar-condicionado – o que inviabiliza a sua utilização – ventiladores de teto parados, entre outros problemas.

“As crianças que estudam no terceiro andar sofrem demais, a maioria dos ventiladores não funcionam mais. A escola precisa que a prefeitura faça algo de emergência. Tem uma criança com necessidades especiais que não consegue utilizar o elevador, ela é obrigada a subir as escadas junto os outros alunos” – comenta Camila Santos, mãe de uma aluna.

Segundo Camila, além de sofrer com a infraestrutura precária, a instituição há duas semanas apresenta problemas com falta de água. Questões assim podem causar riscos de acidente, fora ser justificativa para a evasão escolar.

A mãe contou que no ano passado, após uma série de denúncias de corrupção, a diretora foi exonerada. Com isso, a nova equipe precisou reverter inclusive questões sobre o não fornecimento de merenda escolar. Uma das justificativas que os pais e os alunos recebem, é que a antiga responsável não realizou, junto aos órgãos púbicos, o pedido de reforma.

O VOZ entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação que não se pronunciou até o fechamento desta matéria.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]