Brasil Descobrimento ~ Poesia ~ Por: JP Claret

69854_1600x1200-wallpaper-cb1377533726

BRASIL DESCOBRIMENTO.

Selvagens, escravos e dominadores…
Que dominaram tanto,
Quanto causaram dores…
Que se intitularam senhores…
Sobre a terra dos condores…
Chicoteando eternos trabalhadores…
Trazidos da terra dos leões,
Donde deixaram seus amores…
Por que oh brancos…
Cometeram tais horrores?
E quanto às fés dos selvagens
Que por meio de lavagens.
Os fizeram esquecê-las…
E por bíblicas mensagens.
Condenaram-lhes às fogueiras…
Por suas crenças, por besteiras…
Por que oh brancos cometeram tais…
Como se os outros fossem animais
Nas minas, nas masmorras, nos canaviais?
Mas selvagens, escravos e dominadores.
Misturaram suas três cores
Misturaram suas paixões…
Misturaram seus credores…
Pais de santo, Pajés, Pastores…
Iluminados sobre a luz da independência…
Juntaram-se em essência
E sobre a aurora abolicionista
A caminho da decência…
Deram os primeiros passos de conquista…
À nação que ao Cabral avistar…
O progresso gritou… Terra à vista!


Sobre o autor:

11226059_919199861489935_9194135250296814813_nMe chamo João Pedro Dornelles Claret, tenho 21 anos e sou estudante de Direito da Universidade Federal do Tocantins, fundador da Web-page Brasil Intelecto que reúne um grupo de jovens de destaque no intuito de difundir conhecimento e cultura. Além de músico, também sou poeta com minha obra ¨Etapas do Viver¨ prestes a ser publicada.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]