Começa hoje a cobertura de Carnaval do Voz das Comunidades

Os comunicadores do Voz também estarão em diversos blocos e encontros populares pela periferia da cidade

Começa hoje a cobertura de Carnaval do Voz das Comunidades

A equipe de jornalismo do Voz das Comunidades continua ocupando espaços e dessa vez, estará na maior festa popular do país, o Carnaval do Rio de Janeiro. Entre o dia 21 e 29 de fevereiro, a programação especial fica por conta de 13 comunicadores das favelas da cidade e pelo primeiro ano, o veículo está credenciado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

VEJA TAMBÉM: Bloco Elymar pra Pular promete sacudir a Estrada do Itararé

Zen Ferreira, do coletivo Heróis do Complexo, vai sair da Vila Cruzeiro no Complexo da Penha e junto com o repórter e design Raífe Sales, são os responsáveis por contar as histórias dos favelados que vão marcar presença na avenida. Os registros ficam por conta da cinegrafista Vilma Ribeiro e da fotógrafa Selma Sousa, que vão transmitir ao vivo os melhores momentos da festa através das redes sociais do Voz das Comunidades.

Microfone ok, câmera ok, a animação tá ok. Tudo ok

Com cada unha pintada de uma cor diferente, Vilma Ribeiro, que entrou para a equipe de audiovisual do Voz há um pouco mais de um ano não consegue segurar a animação em participar da cobertura do evento. “Todo ano tem Carnaval, mas a gente sabe que apesar de ser uma manifestação popular, muitas pessoas não tem condições de aproveitar a festa. Eu era uma dessas pessoas. Fui privada de curtir o carnaval desde pequenininha, já que meus pais nunca me levaram e quando casei, o meu marido também não gostava. Então imagina eu, que nunca fui na Sapucaí, pisando pela primeira vez na Avenida e como credenciada?! Aos 47 anos estou realizando esse sonho. Fiz uma pequena dieta e descansei bastante também. Profissionalmente vai ser espetacular. Emprenho, vou dar meu máximo para levar o que tem de melhor pra quem não puder estar lá”.

Aos 47 anos é a primeira vez que a fotógrafa Vilma Ribeiro vai registrar uma festa de Carnaval. Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades)

Para Zen, caminhar pela Sapucaí já faz parte da vida do repórter, que estará pela terceira vez trabalhando com comunicação na Marquês. “Minha família é do carnaval. Meu pai era compositor e minha mãe é costureira de barracão na Imperatriz, minhas tias estão na Independente de Olaria. Carnaval pra gente é tudo! O Heróis do Complexo trabalha com arte e teatro, então não tinha como ficar de fora. Pra mim é uma grande honra e as grandes plataformas de comunicação estão vendo que o jornalismo comunitário tá no jogo. O povo da comunidade é quem faz o carnaval, então nada mais junto da gente estar lá falando da favela para a favela.”

Da Vila Cruzeiro para Apoteose: O repórter Zen Ferreira é figurinha marcada no carnaval. Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades)

As 32 escolas dos grupos Especial e de Acesso da Intendente Magalhães também não vão ficar de fora da cobertura do Voz das Comunidades. Quem curte a festa em Madureira são os comunicadores do Voz da Vila Kennedy Vander Ring e Bruno Teixeira, que vão prestigiar de perto a escola da comunidade que são cria, a G.R.E.S. Unidos da Vila Kennedy que desfila no dia 24 e promete ser a campeã.

Bruno Teixeira é repórter e cinegrafista da página de Bangu e garante que a pesar do nervosismo, a missão será executada com sucesso. “Fico com aquela apreensão, ainda mais se tratando de um dos maiores palcos de Carnaval do Rio. A maior responsabilidade é estar lá como cinegrafista e também como repórter. Fora a grande responsabilidade de falar para milhares de pessoas, inclusive da minha favela. A gente sempre espera que dê tudo certo e é assim que vai ser. Nunca corri de desafio nenhum e não vai ser dessa vez!”

A equipe de jornalismo do Voz das Comunidades continua ocupando espaços e dessa vez, estará na maior festa popular do país, o Carnaval do Rio de Janeiro. Entre o dia 21 e 29 de fevereiro, a programação especial fica por conta de 13 comunicadores das favelas da cidade, o veículo está credenciado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí e Intendente Magalhães. O instituto GPA, Extra e a Uber Brasil estão apoiando a iniciativa.

Deixe comentário