Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

CUFA vai inaugurar nova sede na Vila Cruzeiro, Complexo da Penha

Inauguração acontece dia 27 de setembro, às 10h, e terá a presença de autoridades, artistas, membros da instituição e lideranças locais
Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades
Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades

A Central Única das Favelas (CUFA) vai inaugurar uma nova sede na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. A inauguração acontece dia 27 de setembro, às 10h, e terá a presença de autoridades, artistas, membros da instituição e lideranças locais. O novo espaço tem como objetivo promover atividades culturais e esportivas para os moradores das favelas da região.

“Essa inauguração é mais um marco na história da atuação da CUFA no Rio de Janeiro. Favela é território de potência e estamos presentes em mais de 200 favelas do estado. Agora estamos nos estabilizando nesse simbólico território, que tem tanto significado no nosso estado”, comemorou Wellington Galdino, presidente da CUFA Rio.

A CUFA já atua no Complexo da Penha há muitos anos, com muitas parcerias locais. Só esse ano, desenvolveu o ‘Mulheres de Favela’, que é um projeto de capacitação de mulheres em parceria com a Caixa Econômica Federal. Além disso, teve a inauguração do Favela no Mapa, para contribuir com o levantamento de dados do Censo, em parceria com o IBGE.

“A CUFA é muito presente aqui no Complexo e agora, com a inauguração da nossa nova sede, essa presença será ainda maior e tenho certeza que os moradores vão colher muitos frutos com tudo que a CUFA tem a nos oferecer”, disse Sandra Vieira, diretora da CUFA Complexo da Penha.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]