Moradores do Canaã pedem pavimentação de ruas

(Crédito: Gustavo Lopes/Voz-AL)
(Crédito: Gustavo Lopes/Voz-AL)
(Crédito: Gustavo Lopes/Voz-AL)
(Crédito: Gustavo Lopes/Voz-AL)

Gustavo Lopes
Voz das Comunidades Alagoas

Moradores do bairro do Canaã, em Maceió, acionaram nossa equipe de reportagem para pedir atenção por parte da Prefeitura de Maceió. De acordo com eles, quando houve o calçamento das ruas do bairro, apenas as principais foram calçadas. Já as transversais, continuam sem asfalto e na lama.

Eles pedem que uma pavimentação seja iniciada o mais rápido possível. A condição é incômoda em qualquer época do ano, já que a poeira causa transtornos em dias de sol; quando chove, a lama e o barro gerados impedem a passagem dos pedestres.

“Nós já não aguentamos mais tanta poeira. Já quando chove, as ruas ficam um verdadeiro lamaçal. A nossa pergunta é até quando vamos esperar. Se tivéssemos condições, sairíamos daqui, mas infelizmente não temos. Por isso, peço pelo amor de Deus que olhem por nós”, declarou um morador que pediu para não ser identificado.

Não é apenas os moradores que reclamam, motoristas de ônibus e carros de passeio relataram para nossa equipe que é difícil transitar pela localidade devido aos buracos. “É complicado passar por aqui, pois por conta dos buracos é preciso fazer manobras arriscadas correndo o risco de colidir com outros veículos”, relatou um motorista.

Outro morador relatou para nossa equipe que as ruas constam como calçadas na prefeitura. “Nós fomos informados de que as ruas receberiam o serviço quando houve o asfaltamento no bairro; o serviço, no entanto, não foi efetuado”, disse.


Para enviar sua denúncia, acionar nossa equipe ou entrar em contato conosco basta enviar um e-mail para [email protected]

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]