Morro da Providência marca presença no projeto MAR À TONA

WhatsApp Image 2018-05-25 at 1.48.45 PM

Machado de Assis é tema da segunda edição da Galeria da Providência

No dia 2 de junho, a partir das 10h às 18h, a escadaria Rego Barros (final da Rua Alexandre Mackenzie) receberá uma programação que mistura diferentes linguagens artísticas, marcando o início do projeto MAR À TONA.
As questões urbanas fazem parte do tema desta segunda edição da Galeria da Providência, e serão realizadas ações em toda Região Portuária homenageando Machado de Assis pelo “Conto de Escola”, na história o autor relata sua passagem por uma escola na Rua da Costa, atual Alexandre Mackenzie.
O responsável pela curadoria é o grafiteiro e designer Cazé. Hugo Oliveira, morador do Morro da Providência, artista-dançarino, pesquisador de cultura urbana e produtor cultural, é o idealizador do formato da Galeria da Providência.
O evento conta com a presença de vários artistas como: Cazé, Acne, O Airá Crespo, Marcelo Macedo (Mack), Cabocla, Dolores, OM, David Baltar, Coletivo Nata Mafia e TPM Crew.
A ideia é fazer um tour pelo Morro da Providência para conhecer a história da primeira favela do Rio e os muros do local, conhecido como Escadão, além de painéis de grafite e um aulão aberto cruzando a infância de Machado de Assis com a história do Morro da Providência. Terá também oficinas de stencil com o coletivo I Love MP e para finalizar um show de microfone aberto para música, slam e poesia.
Vale a pena conferir!

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]