Parabéns River Atlético Clube, o maior do Piauí

13demarcode1823

O futebol no estado do Piauí enfim tem um motivo nobre para comemorar. Antes tarde do que nunca. E isso se deve ao River Atlético Clube, comprovadamente o maior time do estado. Antes desacreditado, o River viveu crises e ainda está longe do que pode ser fora de campo, mas fato é que em 2015, dentro de campo, o time faz uma campanha excelente na série D, chegando na grande final e com real chance de se tornar o primeiro piauiense campeão brasileiro.

O ano começou com o título estadual, tornando-se campeão piauiense pela 29° vez. O River também começou muito bem a Copa Nordeste, no chamado grupo da morte, porém foi eliminado. O que parecia um ano instável, veio com uma primeira fase na série D muito boa, dando esperança de acesso a torcida.

Depois da classificação para a as oitavas-de-finais, o sonho começou a se tornar possível e mais possível ainda quando chegaram nas quartas-de-finais. O jogo decisivo foi contra o Lajeadense-RS. Vitória e acesso. O River havia assegurado sua vaga para a série C do brasileirão de 2016. Seguindo a saga, já na semi-final, outro time gaúcho ficou pelo caminho, desta vez o Ypiranga e assim, o River chegou na grande final do campeonato brasileiro da série D, contra o Botafogo-SP.

TORCIDA

Muito se fala que os torcedores só apareceram na boa fase do time, que esses nunca davam a devida atenção ao River e que é até moda.Pois bem, parando para pensar, existia razão para euforia antes dessa campanha? Tanto o estado, a prefeitura, a própria diretoria do River, bem como a federação, faziam o que para levar essa torcida, que existe sim, ao estádio? Não adianta dizer que os torcedores apareceram do nada, pois eles sempre existiram, o que faltava era motivo, investimento, seriedade. Pro jogo de domingo, 40 mil pessoas estarão lotando o Albertão, e o River, independente do placar já está de parabéns, sobretudo a torcida, os jogadores e comissão técnica, que foram os responsáveis mais que qualquer outro fator extra-campo.

GRANDE FINAL

No próximo domingo (15) acontecerá a grande final. 40 mil pessoas apoiando o River. Há que se dizer também sobre a educação do torcedor piauiense, que tem de se acostumar com grandes jogos e respeitar o espetáculo, independente de resultado, tem de manter-se sem excessos, pois sempre tem uma minoria que atrapalha atirando coisas no gramado, ato que pode prejudicar o River nos próximos campeonatos.

EXPECTATIVA

Cresce a expectativa sobre quem será o representante piauiense na série D, pois com o acesso do River para série C, abre uma vaga na última divisão do futebol brasileiro. E os times piauienses já estão se preparando para fazer um campeonato piauiense competitivo, na intenção de inclui-se no calendário anual, e não somente bi-mestral, ou seja, não se limitar a jogar somente o campeonato local. No fim, o acesso do River foi ótimo para o futebol piauiense.

BOA SORTE RIVER

Como dito antes, independente do placar, o River já está de parabéns, porém eles vão pra cima do Botafogo-SP diante do torcedor, para assim, conquistar o maior título do futebol piauiense. Boa sorte GALO CARIJÓ!


IMG_3066613543274Me chamo Bob Nunes, trabalho com internet em geral. Social media e comediante. Estudante de Letras Inglês na UFPI. Vou focar na sessão entretenimento e humor, no qual sou mais envolvido e ciente.

https://twitter.com/bobyyfera

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]