Primeiro Encontro Territorial no Complexo da Maré vai começar amanhã (04)

WhatsApp Image 2018-05-03 at 12.06.11 PM

Será realizado na próxima sexta-feira (04) e sábado (05), o primeiro encontro territorial, na Maré, onde será debatido política de drogas, violência e saúde. O evento tem como objetivo mostrar ao povo como esses 3 fatores estão interligados. Esse é o projeto que vem sendo construído por algumas organizações do Complexo da Maré, Complexo do Alemão, Jacarezinho e Manguinhos. E também conta com o apoio da Fiocruz. O Observatório de Favelas fica localizado na Rua Teixeira Ribeiro, número 535, Parque Maré, próximo à passarela 9, e o Centro de Artes da Maré, na Rua Bittencourt Sampaio, número 181, Maré, próximo à passarela 10 – Caracol.

Programação 

Sexta-feira, de 09h ao 12h, no Observatório de Favelas:

Mesa de abertura: Território, Política de drogas, violências e saúde

Mediação: Fiocruz

Eliana Sousa Silva – Redes das Maré

Thainã de Medeiros – Coletivo Papo Reto e Movimentos

Elivanda de Sousa Silva – CAPS AD III Miriam Makeba

Sexta-feira de 13h as 18h, no Centro de Artes da Maré:

Rodas de conversa temáticas

Troca de experiências sobre como responder aos desafios da conjuntura atual.

1) Violações de direitos fundamentais em favelas

2) Política de drogas e favelas

3) Impactos da violência armada nas políticas públicas em favelas

16h30 – Síntese das rodas de conversa

Lanche

18h00 – Atividade cultural

Sábado, de 13:00h as 17h, no Centro de Artes da Maré:

Fórum territorial: construção e perspectivas

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]