SMTT recolhe mais de 300 veículos em operações de fiscalização

(Crédito: Assessoria)
(Crédito: Assessoria)

Assessoria

Desde o final do ano passado, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) vem realizando operações de fiscalização nas ruas e avenidas de Maceió. Só neste ano, 320 veículos foram recolhidos e trazidos para os pátios do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e da SMTT, sendo 130 no mês de fevereiro e 190 em janeiro.

De acordo com o diretor de Operações de Trânsito da SMTT, Carlos Calheiro, ações como essas são feitas com o intuito de coibir irregularidades. “Além de combatermos atitudes incorretas que os condutores cometem no dia a dia, a ação tem o objetivo de trazer mais segurança para os pedestres e para a população em geral”, disse.

Ainda segundo o diretor, as infrações cometidas vão de encontro ao Código de Trânsito Brasileiro. “As principais irregularidades que acontecem com bastante frequência e resultam na remoção de veículos são o estacionamento sob o passeio ou calçada, na esquina e proibido pela sinalização. Em todas as infrações do tipo, a medida administrativa cabível é o recolhimento do veículo pelo caminhão guincho”, afirmou

As operações de fiscalização têm sido intensificadas, de acordo com a Diretoria de Operações de Trânsito do órgão, e são realizadas diariamente em vários pontos da cidade. Porém, o maior número de infrações de trânsito ocorre nos bairros do Centro e do Farol.

“Nestas localidades, os agentes vêm flagrando constantemente situações nas quais os condutores desrespeitam regras básicas de trânsito, pondo em perigo a vida de pedestres e impedindo o fluxo dos demais veículos, o que acaba ocasionando muitas vezes congestionamentos”, concluiu.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]