Durante operação, policia prende acusado de matar vigilante do Lacen

(Crédito: PM-AL)

(Crédito: PM-AL)

Da Redação
Voz das Comunidades Alagoas

Na madrugada desta quarta-feira (24), militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), realizaram uma operação na Grota do Cigano, localizada no bairro do Jacintinho, onde cinco pessoas foram presas.  Dentre os presos, está um menor acusado de participar da morte do vigilante José Miguel da Silva, de 58 anos, na tarde da última terça-feira (23), no Laboratório de Saúde Pública de Alagoas (Lacen).

A polícia conseguiu prender a jovem Izaira, que já tem passagem pela polícia por roubo; um jovem identificado como Pedro, Joelma Bento dos Santos e Alex Sampaio Loureiro, que é natural de São Paulo. De acordo com a polícia, Alex tem a imagem de um palhaço tatuado em seu corpo que indica que o mesmo seja matador de policiais. Alex ainda é suspeito de integrar uma das maiores facções criminosas do país conhecida como Primeiro Comando da Capital (PCC). Além desses acusados, as guarnições conseguiu prender outro adolescente bastante conhecido no mundo do crime como “Salsicha”. Com os criminosos a polícia encontrou uma grande quantidade de entorpecentes, celulares e uma quantia em dinheiro.

Segundo o comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais, tenente Coronel Do Valle, o assassinato do vigilante relatou que contou com a participação de outros outros dois adolescentes, que já foram identificados. ”Agora é só questão de tempo para a polícia encontrar esses criminosos que ceifaram a vida de um trabalhador”, destacou.

Ainda segundo o coronel, o acusado de atirar contra o vigilante já foi identificado como“Dan”, e seu outro comparsa que ainda continua foragido da polícia como “La”. As rondas nas regiões onde os acusados possam estar escondidos serão intensificadas até que os mesmos sejam presos.

Após a prisão, os acusados foram encaminhados à Central de Flagrantes, no bairro do Farol, onde os maiores de idade foram autuados pelo crime de tráfico de entorpecentes e os menores foram liberados após a presença e assinatura de um termo de responsabilidade por parte dos responsáveis.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top