Fórum de Turismo da Rocinha se prepara para receber mais turistas

A proximidade com a copa do mundo de futebol e as olímpiadas que irão trazer milhares de turistas para o Rio de Janeiro está mobilizando a área de Turismo. Com a ocupação militar iniciada em novembro de 2011, a Rocinha que já atraía muitos turistas está se organizando para esta nova realidade. O Fórum de Turismo da Rocinha apresentou nesta quinta-feira, 19/01, um estudo realizado em 2009 em parceria com o Sebrae sobre as potencialidades turísticas da comunidade. O evento contou com a presença do vice-presidente de marketing da RioTur, Paulo Villela, Daniela Tavares do Instituto Pereira Passos, além das lideranças locais e dos bairros vizinhos.

O estudo apontou que tanto o morador quanto o empresário da Rocinha percebem o turismo na comunidade como uma área desorganizada e que não gera retorno social nem econômico. A valorização dos aspectos negativos como a pobreza e a infraestutura precária em detrimento da riqueza da cultura local e da importância da comunidade para a cidade demonstra que a exploração da atividade ainda é está equivocada.

Algumas estratégias foram sugeridas para alavancar o turismo na comunidade, dentre elas: mais interação do turista com a comunidade, diferentes roteiros e uma rede de hospedagem, criação e produção de material específico para a promoção e divulgação do produto turístico Rocinha, capacitação de jovens da comunidade para atuarem como monitores de visitantes e realização de palestras de sensibilização para a comunidade.

O guia turístico Paulo César, conhecido como Amendoim, disse que já faz um tour diferenciado. Ele afirma que fala inglês, francês, espanhol, italiano e ainda se arrisca no idioma japonês.

– Eu levo os gringos para soltar pipa, levo na minha casa, mostro para eles realmente o que é a Rocinha, – conta entusiasmado.

O recente investimento do governo e as promessas de melhoria na infraestrutura local fazem com que a comunidade sonhe com um futuro promissor para o setor, apesar da repercussão negativa no início deste ano quando o jornalista americano Justin Delanrey, do site Huffington, classificou a Rocinha como um dos piores lugares do mundo para se visitar. Segundo o jornalista, a comunidade é um lugar com “milhares de pessoas amontoadas num morro íngreme e sem lei”.

Diretor de Turismo da UPMMR questiona legalidade do Fórum de Turismo

Carlos Naval, diretor de turismo da União Pró-Melhoramentos dos Moradores da Rocinha, UPMMR, interrompeu a reunião para questionar a legalidade e a legitimidade do Fórum. Visivelmente alterado, ele fez acusações genéricas e aproveitou a presença de autoridades para expressar sua insatisfação com o fórum, se retirando logo em seguida.

Procurado pelo FavelaDaRocinha.Com, Naval acusou os organizadores de o excluir, informando que a reunião seria dia 26/01, uma semana depois da data de realização. Apesar de estar no cargo há dois anos, não ter parcerias com a RioTur ou com qualquer empresa do ramo e não ter realizado nenhum projeto dentro do setor, Naval afirma que pretende formar guias comunitários e qualificar jovens para trabalhar no ramo de hotelaria. Emocionado, ele diz que pretende defender a comunidade de uma possível exploração e questionou o caráter dos organizadores do fórum.

O presidente do fórum de turismo, Aílton “macarrão” classificou a intervenção de Carlos Naval como um surto e afirmou que a UPMMR recebeu o convite para a reunião com a data correta, assim como a Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Barcellos, também na comunidade, que não enviou representantes. Apesar do incidente, Aílton afirmou que a o encontro cumpriu o objetivo de mostrar que a organização do turismo na comunidade está melhorando.

Fórum de Turismo da Rocinha se prepara para receber mais turistas

Fórum de Turismo da Rocinha se prepara para receber mais turistas

Por: Marcos Barros do Portal Faveladarocinha.com

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top